Angola uma viagem uma aventura

 
 ELEFANTES EM ANGOLA
 
            

Quando em África grande parte dos governos que têm elefantes

no seu território tentam protegê-los e controlar as manadas, em Angola as notícias são as piores.
Segundo a World Wildlife Fund (WWF), o comércio de peças de marfim tem vido a aumentar descontroladamente nos últimos anos. Mesmo depois do fim da guerra civil, que serviu durante décadas como desculpa para o aparecimento de enormes quantidades de marfim, usado para a aquisição de armas,

 sem que nada fosse feito para contrariar esse comércio.
Um relatório apresentado pela Traffic, que faz a monitorização

dos elefantes em vários países, concluiu que o comércio de

marfim tem aumentado, principalmente em peças de artesanato que aparecem nos circuitos ilegais da capital angolana. Ainda segundo a Traffic, as autoridades locais são as primeiras a

ignorar o comércio ilegal e a «olhar para o lado» perante sinais evidentes desta sanguinária actividade.
Em duas visitas feitas aos mercados angolanos clandestinos, foram encontrados cerca de 1500kg de peças de marfim trabalhadas e prontas a ser comercializadas, o que corresponde

a cerca de 300 elefantes adultos mortos.
Convém lembrar que as manadas de elefantes são conduzidas pelos animais mais velhos, que decoram os locais onde existe alimentação e água, guiando depois os seus grupos até esses locais. Quando um elefante adulto é morto, essa «memória» é perdida para sempre, trazendo graves problemas ao resto do grupo, principalmente aos animais mais jovens, acabando muitos deles por vir a morrer, como consequência do abate dos animais mais velhos.
Angola é o único pais que não assinou os acordos do CITES para

a protecção destes animais, acordo esse que foi ratificado pelos restantes 36 países onde existem elefantes em liberdade.
Os compradores, neste sinistro negócio, são cidadãos europeus, americanos e orientais sem quaisquer princípios, que depois enviam artigos para os seus países de origem, para ganhar chorudas quantias de dinheiro. Estas pessoas não têm escrúpulos, nem qualquer respeito pela vida destes animais, mesmo sabendo que muitos são atingidos e os seus dentes são retirados com os animais ainda vivos, sendo depois deixados a agonizar até que a morte chegue.

Esta entrada fue publicada en Viajes. Guarda el enlace permanente.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s